in ,

Lego pretende substituir derivado de petróleo

Lego

A Lego, uma das marcas mais associadas a plásticos no mundo, preparar-se para abandonar este insumo, derivado de petróleo.

Segundo o site da Exame, “ controlada pela bilionária família Kirk Kristiansen, da Dinamarca, a Lego contratou Niels B. Christiansen como CEO em outubro. A família está por trás de um plano para fabricar todos os blocos de construção coloridos da Lego com materiais sustentáveis, como cana-de-açúcar, até 2030. A mudança, anunciada em março, faz parte de um esforço global de combate à poluição de plásticos e à ameaça que o material representa para a vida marinha, em particular. A empresa dinamarquesa começou a oferecer pequenos conjuntos Lego feitos à base de plantas como presente para grandes compras.”

Esta informação, comprova a força do consumidor diante das questões de sustentabilidade, obrigando as empresas buscarem alternativas sustentáveis .

Texto: Roberto Mangraviti
contato@sustentahabilidade.com.br

Outros Textos do Autor:

“Upcycling” … borra de café virando arte.

O que você acha?

Escrito por Roberto Mangraviti

Economista e Facility Manager em Sustentabilidade. Editor, diretor e apresentador do Programa Sustentahabilidade pela WEBTV. Palestrante, Moderador de Seminários Internacionais de Eficiência Energética, Consultor da ADASP- Associação dos Distribuidores e Atacadistas do Estado de São Paulo e colunista do site do Instituto de Engenharia de São Paulo.

Advogados no Brasil

“Meu cliente é inocente”.

Claudia Dreger, startup's network

Conectar as startup’s com o mundo dos negócios