in ,

Dicas de como cuidar do seu pet no inverno

Apesar de vivermos em um país que não possui um inverno tão dramático, algumas cidades brasileiras podem ficar bastante frias nessa época do ano. Visando melhorar o bem estar dos nossos pets é importante fazer algumas alterações no manejo diário. Uma das funções da pelagem dos animais é mantê-los aquecidos, mas dependendo da temperatura externa não é suficiente, nesse caso precisamos oferecer um ambiente aquecido para mantê-los protegidos.

Os cães idosos são os que mais sofrem no inverno, isso porque os idosos geralmente tem algum grau de artrose, dor na coluna e articulações. Lembrando que os cães são considerados idosos a partir dos sete anos de idade. A idade avançada leva a uma atrofia muscular, isso diminui o metabolismo deles fazendo com que sintam ainda mais frios.

Durante o inverno geralmente observamos a diminuição da imunidade dos cães mais velhos, deixando-os mais susceptíveis a doenças, principalmente as respiratórias. Muito cuidado com pneumonias !

Filhotes também merecem uma atenção redobrada, o baixo peso os impossibilita em manter a temperatura corporal ideal. Nessa fase, eles ainda não têm o sistema imunológico completamente formado, os deixando mais vulneráveis a bactérias e vírus. Algumas raças são especialmente sensíveis como os Pinschers, Whippets e Yorkshires.

Para amenizar as baixas temperaturas vale a pena optar por banhos a seco, vestir roupas (para cães de pequeno porte), não deixar o animal tomar chuva ou vento, colocar cobertores junto as camas/casas, evitar aquecedores elétricos (ressecam ambiente) e manter as vacinas em dia. É interessante leva-los para passear próximo ao meio dia, momento em que a temperatura esta mais quente.

Já no caso dos felinos existem algumas diferenças. Para saber se eles estão com frio é indicado sentir as suas extremidades como as patinhas e pontas de orelha, se estiverem gelados é porque o bichano esta com frio. Gatos detestam roupas, por isso para mantê-los aquecidos é interessante utilizar camas em formato de iglu (eles se sentem mais protegidos), estimular banhos de sol, colocar cobertores junto as camas/casas, não dar banhos e manter as vacinas atualizadas. Os felinos da raça sphynx são especialmente sensíveis ao frio.

Ofereça sempre água fresca e os estimule a consumi-la, as baixas temperaturas induzem a diminuição do consumo hídrico. O apetite aumenta e devemos prover rações de boa qualidade para o bom funcionamento do sistema imune.

Autora: Fernanda Lanzelotti
contato@sustentahabilidade.com.br

O que você acha?

-1 Points
Upvote Downvote

Escrito por Fernanda Lanzelotti

Médica Veterinária graduada na Unesp - Botucatu. Pós-Graduada em Acupuntura Veterinária e em clínica médica e cirúrgica de Felinos.
Os atendimentos são realizados no cunsultório da Clínica Veterinária Spécialité -Uberlândia -Mg

Paulo Azevedo tem nove palmos de altura, mas não se deixou sequestrar pelas circunstâncias da vida

Paulo Azevedo tem nove palmos de altura, mas não se deixou sequestrar pelas circunstâncias da vida

Dia da Pizza no Brasil – Histórias de SP para o mundo